World Travel Guides


Países Baixos - History


Países Baixos History

Os primórdios da história dos Países Baixos estão associados à Bélgica e ao Luxemburgo, que, no seu conjunto, foram conhecidos como "Países Baixos" até ao século XVI, altura em que as actuais fronteiras do país ficaram praticamente definidas. Inicialmente, o território foi habitado por grupos tribais de batávios, de ascendência germânica, que drenaram as lagoas marítimas, e de frisões, que viviam em pequenas elevações no extremo norte do território.

Nos finais do século XVI, as províncias do Norte da região, habitadas por pessoas recém-convertidas ao protestantismo, uniram-se para combater os governantes espanhóis católicos. Filipe II de Espanha enviou a cruel Inquisição para impor o catolicismo, e a guerra rebentou em 1568. A revolta dos Países Baixos foi comandada pelo príncipe Guilherme de Orange, cognominado Guilherme, o Silencioso, por se recusar a entrar em discussões religiosas. Em 1648, depois de 80 anos de conflitos, a Holanda, juntamente com as províncias suas aliadas, expulsou os Espanhóis, tornando-se sinónimo do país independente que então surgiu naquele canto da Europa (é um pouco como dizer Inglaterra quando se está a falar da Grã-Bretanha).

Amesterdão fez a sua entrada no palco da Europa na fase de maior glória da província da Holanda, cujo período de ouro teve início por volta de 1580 e terminou cerca de 1740, com a ascensão do domínio britânico dos mares. A prosperidade dessa época ficou a dever-se à Companhia Holandesa das Índias Orientais, cujos navios demandavam o Extremo Oriente em busca de especiarias e outros produtos exóticos e que colonizou o Cabo da Boa Esperança, a Indonésia, o Suriname, as Antilhas e Nova Amesterdão (a actual Nova Iorque), estabelecendo entrepostos comerciais por toda a Ásia.

Entretanto, a burguesia de Amesterdão vivia no luxo de elegantes casas com empena, construídas ao longo de canais, caprichosamente decoradas com retratos seus e pinturas das sobras do jantar de véspera. Foi graças a este impulso dado às artes que pintores como Rembrandt conheceram a fama. Mas esta situação não se prolongou por muito tempo. Em 1795, os franceses invadiram o país e Napoleão colocou no trono Luís, o seu irmão mais novo. Com o fim da ocupação francesa, a que a maioria da população sempre se opusera, nasceu o Reino Unido dos Países Baixos, que incorporava a Bélgica e o Luxemburgo. Em 1814 foi coroado o primeiro rei, Guilherme I de Orange, a casa real que ainda hoje reina no país. Em 1830, os belgas revoltaram-se e declararam a sua independência; pouco depois, o Luxemburgo seguiu-lhes o exemplo.

Os Países Baixos conseguiram manter a neutralidade durante a I Guerra Mundial, mas não já puderam exercer esse privilégio na II Guerra Mundial. Em Maio de 1940, os alemães invadiram o país e, quatro dias depois, destruíram a maior parte de Roterdão num bombardeamento de surpresa. Não obstante o forte movimento de resistência que se formou no país, só uma pequena minoria da substancial população judia do país sobreviveu à guerra. Em 1949, apesar de tentativas militares de manter a Indonésia sob sua soberania, a colónia obteve a independência. Seguiu-se o Suriname, cuja soberania foi transferida pacificamente em 1975. As Antilhas, ao largo da costa da Venezuela, continuam com o estatuto de colónia, mas com grande autonomia. Os Países Baixos são fiéis defensores da União Europeia, crendo a maior parte da população que o aprofundamento da integração será inevitável.

Quando chega o mês de Janeiro, as baixas temperaturas convidam a infindáveis especulações sobre se irá realizar-se, ou não, a Elfstedentocht (Jornada das Onze Cidades), uma dura maratona de patinagem pelos campos da Frísia, que faz parar o país. A última jornada realizou-se em 1997, mas poderão passar décadas até os campos gelarem de novo. Em Fevereiro, o Carnavalé um pretexto para vestir fatos extravagantes e andar na folia, sendo celebrado sobretudo no Sul, de tradição católica. O Koninginnedag (Dia da Rainha) é celebrado a 30 de Abril, sendo um grande dia de festa em Amesterdão. O centro da cidade vira um gigantesco recinto de festa e mercado de rua, onde se pode vender de tudo - é de perder a cabeça. O Festival da Holanda celebra-se em Junho, sobretudo em Amesterdão e na Haia. Tem geralmente um pendor intelectual e afectado, mas proporciona a realização de muitos eventos à sua margem. O Festival de Jazz do Mar do Norte, organizado anualmente em Julho, é a maior manifestação mundial de jazz.

Sinterklaas (São Nicolau) é o santo padroeiro, de barbas brancas, das crianças, que chega "de Espanha" em meados de Novembro. Vem acompanhado de um grupo de malévolos servidores, denominados Zwarte Pieten (Pedros Negros), mas, actualmente, vêem-se muitos Pedros Azuis e Verdes. Na noite de 5 de Dezembro, as pessoas oferecem prendas anónimas, embrulhadas com criatividade, acompanhadas por poemas escritos por Sinterklaas relativos à pessoa que recebe o presente. Sensatamente, os neerlandeses têm dois Dias de Natal (25 e 26 de Dezembro), o que dá muito jeito às famílias de casais divorciados. Só pode ser vendido fogo-de-artíficio nos dias anteriores à Véspera de Ano Novo, mas todos os anos, a 31 de Dezembro, as folias, as bebedeiras e o fogo-de-artíficio provocam centenas de feridos.

O cicloturismo é o desporto mais popular, sendo os seus percursos muito utilizados também pelos patinadores em linhadevido ao excelente piso. O windsurf e a vela são praticados por um elevado número de adeptos nas águas das províncias da Frísia e de Zeeland. Se fizer suficientemente frio no Inverno, é possível fazer excursões de patinagem no gelo de cidade em cidade ao longo dos canais que as ligam entre si. O wadlopen é um divertimento muito sério - cansativo e, por vezes, perigoso - constituído por longas caminhadas na maré baixa, com lama que pode chegar acima dos joelhos. Acreditem, é verdade, as pessoas fazem mesmo essas caminhadas. Groningen, no Norte, é o melhor local para organizar uma caminhada na lama.



Hosting by: Linux Hosting
Travel Guides | Guides Site Map | Indian restaurant | Daily deals
© WorldGuides 2019. All Rights Reserved!