World Travel Guides


China - History


China History

Dinastia Chou (1100-221 a.C.) - Esta tribo, inicialmente nómada, toma Zhou por capital (hoje é designada Hao, perto de Xi'an). É durante este período que se enraízam os conceitos políticos próprios da China. Dinastia Ch'in (221-206 a.C.) - O país adopta instituições administrativas que marcarão os dois milénios seguintes: sistema administrativo fortemente centralizado, divisão do território em províncias, normalização dos pesos e medidas e da linguagem escrita, construção da Grande Muralha. Dinastia Han (206 a.C.-220 d.C.) - Fase da consolidação, especialmente com o verdadeiro estabelecimento do Estado Chinês e com a extensão por via militar das fronteiras do império aos futuros Vietname e Coreia. Dinastia Tang (618-907) - Considerada como a mais gloriosa fase da história chinesa, ela estabelece uma administração piramidal encabeçada pelo imperador, divide o império em 300 prefeituras e 1500 distritos (ainda hoje em vigor), restabelece o controlo chinês sobre as rotas da seda, "internacionaliza" a sociedade chinesa, faz desabrochar o Budismo e as artes. Dinastia Song (960-1279) - Caracteriza-se por uma forte centralização política, um renovar da erudição confuciana, uma revolução comercial e o desenvolvimento de um elevado número de centros urbanos. Reino dos Mongóis (dinastia Yuan, 1277-1368) - Gengis Khan e os seus Mongóis Azuis transpõem em 1214 a Grande Muralha. No ano seguinte apoderam-se de Pequim. Em 1279, Kubilai Khan passa a dominar a China do Sul, criando assim o mais vasto império que o mundo jamais conhecera. Dinastia Ming (1368-1644) - Restauração do poder chinês. A China transforma-se numa poderosa nação marítima. Dinastia dos imperadores manchus Ch'ing (1644-1911) - As actuais tríades chinesas, sociedades secretas muitas vezes envolvidas em actividades criminosas, são as herdeiras das forças rebeldes constituídas naquela época para resistir aos manchus, que dão todavia uma grande prosperidade ao país. Séculos XVI-XIX - Portugueses, ingleses, holandeses e espanhóis acedem ao mercado chinês. O comércio prospera em benefício da China. Descontentes com este desequilíbrio, os britânicos lançam-se na venda de ópio. Depois da Guerra do Ópio, os chineses são forçados a ceder aos ingleses, pelo humilhante Tratado de Nanquim, a cidade de Hong Kong, 6 milhões de yuans de indemnização e o total restabelecimento do comércio. O declínio dos Ch'ing acentua-se com a perda das possessões coloniais: os franceses impõem o seu controlo na Indochina, os britânicos ocupam a Birmânia e o Japão subjuga a Coreia e Taiwan. 1911 - A 10 de Outubro, é proclamado por Sun Yat-Sen o governo republicano provisório em Taiwan. Alguns anos mais tarde, o chefe das forças armadas imperiais, Yuan Shikai, restabelece a monarquia; aquando da sua morte e até 1949, os senhores da guerra vão impor a sua lei. 1921 - Fundação do Partido Comunista Chinês (PCC). 1933-1934 - Para escapar às campanhas de exterminação de Chang Kai-Chek, chefe do Kuomintang, os comunistas desencadeiam a Longa Marcha, que consagra Mao como líder supremo do movimento. 1949 - Depois de numerosos anos de guerra civil, Mao proclama, a 1 de Outubro, o nascimento da República Popular da China. Chang Kai-Chek refugia-se em Taiwan com todas as suas reservas de ouro, acompanhado de dois milhões de soldados e refugiados. 1958-1959 - "Grande Salto em Frente": a China embarca numa grande experiência económica voluntarista que conduzirá 30 milhões de pessoas (60 milhões de acordo com alguns peritos) à fome. No ano seguinte assistir-se-á, em resultado de importantes divergências ideológicas, à ruptura sino-soviética. 1966-1967 - A Revolução Cultural. Mao deseja implementar novas estruturas socialistas por meio de um processo revolucionário. Os guardas vermelhos (e o conjunto do país) empunham o Pequeno Livro Vermelho, expurgam-se os meios artísticos, destroem-se os vestígios culturais, as vítimas são inúmeras. 1976 - Morte de Mao e tomada do poder por Hua Guofeng. No ano seguinte, Deng Xiaoping, expulso duas vezes pelo partido, retoma a actividade política. Ele estará na origem das reformas económicas dos anos 80 e 90. 1989 - Em Abril-Maio, junta-se um milhão de manifestantes na Praça de Tiananmen, em Pequim, para reivindicar mudanças políticas pró-democráticas. É instaurada a lei marcial e, a 4 de Junho, a 27 Divisão do Exército passa ao ataque: dá-se o massacre de Tiananmen. 1997 - Quase 160 anos depois do Tratado de Nanquim, Hong Kong é devolvida à China. Morre Deng Xiaoping (aos 92 anos). 1998 - O antigo presidente da Câmara de Pequim, Chen Xitong, é condenado a 16 anos de prisão por corrupção. A recessão económica asiática afecta o crescimento chinês. 1999 - Os chineses festejam em Outubro o cinquentenário da República Popular. Em Dezembro, Portugal devolve o território de Macau.



Hosting by: Linux Hosting
Travel Guides | Guides Site Map | Indian restaurant | Daily deals
© WorldGuides 2018. All Rights Reserved!