World Travel Guides


Argentina - Getting there & away, getting around


Argentina - Getting there & away

A Argentina tem excelentes ligações aéreas com o resto do mundo, sendo o Aeropuerto Internacional Ezeiza, nos arredores de Buenos Aires, o principal aeroporto internacional. Uma taxa aduaneira no valor de 23,50 USD (acrescido de IVA à taxa de 21%) incide sobre os voos internacionais; o valor da taxa sobre voos para o Uruguai é de 5 USD (acrescido de IVA à taxa de 21%).

A Argentina e os vizinhos Uruguai, Brasil, Paraguai, Bolívia e Chile estão ligados por um sem número de fronteiras, terrestres e fluviais. Viajar para o Chile envolve, habitualmente, a travessia dos Andes, ao passo que a viagem, por terra, para a Bolívia pode ser feita pelas cidades fronteiriças de La Quiaca, Tarija ou Pocitos/Yacuiba. Pode-se aceder ao Paraguai por autocarro e/ou lancha de rio e a travessia mais popular para o Brasil é habitualmente feita pela Foz do IguaÇu ou da Uruguaiana. O Uruguai está ligado à Argentina por pontes e por ferries que navegam entre Buenos Aires e Colónia, no Uruguai.


Getting around Argentina

As cinco principais linhas aéreas argentinas tentam fazer com que este grande país pareça mais pequeno: a companhia privatizada AerolÍneas Argentinas explora rotas domésticas e internacionais e a Austral cobre apenas rotas domésticas. A companhia LÍnea AÉreas Privadas Argentinas (LAPA) concorre com a Austral e a AerolÍneas em muitas das rotas domésticas. A LÍneas AÉreas del Estado (LADE), o serviço de passageiros da força aérea, serve a maioria dos destinos da Patagónia, enquanto que a Dinar oferece destinos domésticos de menor dimensão. Aconselham-se os pacotes de viagem e os passes, uma vez que as tarifas são caras. Em alguns casos, voar pode revelar-se mais barato do que fazer a mesma distância de autocarro. Sobre os voos domésticos incide uma taxa aduaneira de aproximadamente 6 USD (incluindo IVA à taxa de 21%).

Os autocarros de longo curso são rápidos e confortáveis; alguns fornecem inclusivamente refeições a bordo. Contudo, as tarifas são caras e sujeitas a uma elevada margem de flutuação bastante. Presentemente, os operadores privados controlam os caminhos-de-ferro, anteriormente detidos pelo Estado, tendo porém demonstrado pouco interesse no fornecimento de transporte de passageiros, à excepção das linhas suburbanas de Buenos Aires e arredores. As províncias de RÍo Negro, Chubut, TucumÁn e La Pampa continuam a fornecer transporte de passageiros, apesar de a uma escala diminuta.


Hosting by: Linux Hosting
Travel Guides | Guides Site Map | Indian restaurant | Daily deals
© WorldGuides 2019. All Rights Reserved!